Skip to content

l’amour au cinéma

31 maio, 2009
tags:

Sou cinéfila de carteirinha desde que me conheço por gente, mas comecei a prestar mais atenção a isso apenas quando era adolescente. A época da faculdade então, com muitas tardes livres e com outros adoradores de plantão para debater os filmes, foi o ápice paixão. Em 2006 ainda cheguei a trabalhar quase um ano com pós-produção de cinema, e pude unir o útil ao agradável: trabalhar e conhecer mais sobre algo que sempre me fascinou. Além, é claro, das pré-estréias com famosos e de ter a oportunidade de conhecer pessoas da área que eu admirava.

Mas hoje não vim aqui para falar do luxo e glamour do que está do lado de lá da telona, e sim do lado de cá: do espectador. E vou falar um pouco sobre as minhas salas favoritas em Sampa. Já aviso que não irei avaliar qualidade do som e da imagem, porque devo confessar que sou um pouco negligente com isso. Para mim, o crucial é ter um lugar bacana para esperar o filme começar, um bom espaço na sala e poltronas aconchegantes. O resto é história.

amelie

(Eu, particularmente, não sou muito fã dos cinemas pasteurizados de shopping, por isso acabo indicando sempre os de rua, na região da Paulista, que é uma área que costumo frequentar. Mas ontem reabriram o Cine Marabá, no centro, após uma grande reforma, e eu estou louca para ver como ficou!)

Cine Bombril – antigo Cinearte, fica dentro do Conjunto Nacional. Ideal para: esperar o filme começar quando não se tem companhia – tem poltronas deliciosas para se jogar e ficar lendo, é todo charmoso e colorido, além de contar com bom serviço para comidinhas e bebidinhas. Depois da reforma, suas duas salas ficaram bem mais confortáveis. Imperdível: a sessão popular (um filme em horário pré-estabelecido, geralmente logo após o almoço), com ingresso a R$4.
Av. Paulista, 2073 – Conjunto Nacional

Espaço Unibanco – um clássico da Augusta, tem suas cinco salas divididas em dois espaços, sendo três de um lado da rua e duas do outro. No primeiro, há maior espaço para a espera, e as três salas disponibilizam mais lugares. O truque: tem banheiro dentro das salas! Mas se for para escolher entre ‘um dos lados’: eu prefiro o menor, onde tem duas salas, atravessando a rua. Acho seu café mais charmoso e acolhedor, dá para ficar nas mesinhas de dentro quando está frio ou nas de fora num fim de tarde de verão, que dão para uma espécie de mini-jardim. Ideal para: um tête-à-tête antes da sessão, já que, exatamente por ser menor, é menos movimentado e barulhento. Imperdível: Curta Petrobras às Seis, com médias e curtas a que teríamos pouco acesso normalmente. De graça! Ah, correntistas do Itaú e do Unibanco têm desconto na compra de ingressos.
R. Augusta, 1470 e 1475.

Belas Artes – eu sei que o nome mudou para o de um banco, mas eu sou old school e chamo pelo nome antigo, porque acho mais bonito e porque meus pais conhecem assim, então entro na onda. Para mim, é o que tem a melhor programação. Além de ser o mausoléu dos filmes em cartaz, como eu e meu amigo chamamos, juntamente com o Gemini, porque os filmes são capazes de ficar por lá mesmo seis meses após terem saído em DVD! Ah, o detalhe charmoso: as salas são em homenagem a grandes nomes da cultura brasileira, como Mário de Andrade e Carmem Miranda. Ideal para: ver filmes sozinho(a). Tem muita gente desacompanhada e sempre dá para fazer amizades, caso esse seja o intuito. Caso não queria papo, pegue seu livro e sente numa poltrona no hall de cima até o filme começar. Imperdível: promoção Super Segunda, com ingressos a R$8 e meias a R$4; e o Noitão, com filmes madrugada adentro, que acontece uma vez por mês.
R. da Consolação, 2423

Reserva Cultural – o antigo Cine Gazeta, todo reformado em 2004, ganhou ar mais moderno e sofisticado, preservando o charme de estar num dos prédios-ícone da cidade (o prédio da Gazeta, onde eu estudei por quatro anos na Cásper!). Devo confessar que não sou muito fã da estrutura das salas: a escada que leva às fileiras fica no meio das poltronas, e não nas laterais, como é de costume. Ou seja: perde-se o melhor lugar para ver o filme, que é no centro. Ideal para: aproveitar as delícias do bar, do restaurante ou da boulangerie, sentada numa mesa com vista privilegiada para a rua. Acredite, em nenhum outro lugar da cidade você será capaz de entender tão profundamente a diversidade paulistana como na Av. Paulista. Imperdível: Ciné-club, com filmes franceses nas manhãs de domingo, por R$5 (com café da manhã!).
Av. Paulista, 900

Gemini – reduto do glamour decadente dos cinemas de rua, fica em uma galeria na Paulista e ainda tem seu charme, exatamente por remeter aos velhos tempos. Tudo nele parece ter ficado parado décadas atrás: seu hall com sofás super antigos, o carpete nas escadas, a disposição das poltronas dentro da sala. Ideal para: voltar no tempo. Imperdível: sua programação extremamente eclética, com oito filmes em cartaz (em apenas duas salas, sendo um horário para cada um). E os ingressos a R$10 nas quartas, que é um preço justo.
Av. Paulista, 807

Cinesesc – é por onde passam todos os festivais de cinema da cidade: Mostra, É Tudo Verdade etc. Tem apenas uma sala, de bom tamanho, confortável. Ideal para: tomar um drink assistindo ao filme, quando a proposta for de primeiro encontro ou algo assim, porque há um bar dentro da sala! Imperdível: os preços – fui ver aqui e eles vão de R$2 a R$12!
R. Augusta, 2075

UCI Anália Franco – ok, se é para indicar apenas um de shopping, vou ser bairrista e indicar o de shopping que mais freqüento, por ser perto de casa. Além dessa comodidade, acho as salas boas mesmo, grandes e confortáveis. O que não me agrada muito é a programação: são oito salas recheadas de blockbusters. Nada contra porque tem uns que eu bem gosto, o problema é quando ficam apenas três filmes arrasa-quarteirão em cartaz, cada um ocupando duas ou três salas! Cadê a diversidade, Brasil? Mas aí também entra a questão de que o público não ajuda muito com filmes mais lado B: assisti ‘Simonal’ com meu namorado lá, num sábado às 21h no fim de semana de estréia (sinônimo de sessão-mais-concorrida-da-semana-em-qualquer-cinema-da-cidade), numa sala com capacidade para 418 lugares, mas havia apenas mais doze pessoas além de nós (sim, nós contamos!). Ideal para: filmes água-com-açúcar com as amigas. As minhas, por exemplo, adoram se jogar num petisco com nachos e cheddar que eles têm na lanchonete de lá, e completar com shake de ovomaltine. Imperdível: a promoção de filmes às segundas, com inteiras por R$6 e meias por R$3!
Av. Regente Feijó, 1739

PAIXÃO ABSOLUTA: Cinemateca Brasileira. Não fica na região da Paulista, e sim na Vila Mariana, num lugar de não tão fácil acesso, mas que vale muito o desvio. Conheci há dois anos e me apaixonei perdidamente, e desde então levo todo mundo lá para conhecer. Apesar de ter sido um matadouro de bois no século XIX (oi?), o espaço tem uma energia incrível, sou capaz de passar horas e horas por lá, passeando pelo jardim ou pesquisando no incrível acervo da biblioteca. A programação é mais voltada para filmes raros e de arquivo, mas vale dar uma conferida nas mostras com temas especiais (no momento, é ‘Mademoiselle Nouvelle Vague’). Os preços também são increíbles, super honestos. Além disso, o espaço também oferece cursos voltados para a História do Cinema, ministrados por professores da ECA | USP. Eu já fiz e são ótimos! Ideal para: conhecer um lugar lindo e pouco divulgado na cidade. E para sentar no café e tomar um delicioso choconhaque, haha. Eu faço muito no outono e no inverno! Imperdível: tudo tudo tudo. Simplesmente não deixe de ir.
Largo Senador Raul Cardoso, 207

+ dicas extras:

Para pesquisar horários de salas sem se perder em mil sites próprios: Google Movies.

Para jamais esquecer: quarta-feira é dia de cinema mais barato!

Roteiro dos cinemas: Google.maps

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: