Skip to content

chá das cinco

19 junho, 2009

Quando eu penso na minha avó materna, uma das minhas lembranças mais recorrentes é o café da tarde que costumávamos tomar juntas na sexta-feira. Conseguíamos reunir ‘nossa família’ (eu, meu irmão e minha mãe), a ‘família da minha madrinha’ (que também é minha tia e filha da minha avó), com meus primos, mais a minha avó mesmo e meu avô. Meu pai e meu padrinho não iam porque estavam trabalhando, já mamis e madrinha tinham horários flexíveis.

Começava sempre por volta das três, quatro da tarde. Éramos todos adolescentes ainda, com o uniforme do colégio. Meu primo não tinha comprado apartamento, minha prima ainda não era casada e com filho, minha outra prima e meu irmão não eram universitários trabalhando o dia todo, eu não era uma publicitária graduada. A tevê ficava ligada no ‘vale a pena ver de novo’ ou na ‘sessão da tarde’, o que quer que estivesse passando. Meu primo bagunçava meu cabelo e meu irmão apertava minhas bochechas, eu e minhas primas íamos para baixo da escada falar dos paquerinhas de colégio, e minha avó pedia pra gente ir à padaria comprar pão e lua-de-mel (uma espécie de bolinho recheado com creme de maracujá e coberto de coco ralado), que era o doce mais fofo e de sonho do mundo.

tea_time

Então há dez anos minha avó faleceu. Ainda continuamos com nossos cafés da tarde apenas com meu avô, mas aí meu primo foi estudar em Campinas, minha prima começou a trabalhar, e em 2002 meu avô acabou partindo também. Chegamos a continuar um pouco na casa da madrinha, mas com o tempo, todo mundo crescendo, estudando e trabalhando, acabamos perdendo a frequência.

Ainda hoje, quando conseguimos, a gente se reúne para o tradicional evento. Minha mãe continua a não trabalhar de sexta, e agora, que eu e meu irmão também não estamos trabalhando, a gente vai até a padaria da pracinha aqui da rua de baixo, compra pães fresquinhos, um sonho bem recheado e faz o nosso café. Não tem o mesmo gosto que tinha a lua-de-mel de dez anos atrás. Mas tem gosto de saudade, e é bom também.

 

*a idéia do texto veio ao ler esse outro aqui: ‘Aproveite o tempo frio para fazer um chá da tarde caprichado’. E essa é a ‘dica bacana’ do post de hoje, super recomendo! : }

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: